sábado, 29 de agosto de 2015

Penhor – a dor devida



Sofre e se perde a toa o desavisado por não escolher devidamente o público responsável por resultado melhor no escrutínio quando quer que o apressado comedor de pão com manteiga da birosca da esquina entenda e julgue sua arte, quando a quer digna de um admirador de Toscanini.


026.j cqe